Financie Sonhos

Despedida das férias

Brincadeiras e emoção finalizaram um período que vai deixar saudade

O dia 20 de julho começou e, junto com o sol, nasceu a promessa de nova aventura, que estava para ser vivenciada. A vibração era diferente, e os pequenos estavam animados com o que viria por aí. Com seus coletes coloridos, confeccionados no dia anterior, eles se reuniram na frente do Corassol, e o destino era um lugar espaçoso, com árvores e parquinho, a ADPM, Associação Desportiva da Polícia Militar. Vamos fazer essa viagem com esses desbravadores e corajosos aventureiros!

A primeira aventura aconteceu no deslocamento até o clube, distância de 850 metros, um alegre tour pelo bairro, cumprimentando, conhecendo e treinando. O ar livre trouxe a liberdade de correr, pular e uma única vontade, se divertir! O futebol não faltou e craques apareceram na quadra. Com muita integração, as crianças também brincaram de pebolim, sinuca, “bobinho” e, após tanta movimentação, estava na hora de recuperar as energias com o almoço.
Compartilhar se tornou a palavra do dia, e todos dividiram o refrigerante, salgadinhos e frutas, inclusive com os funcionários do clube, aos quais serviram com zelo. E com o calor, um presente apareceu na hora certa, e as crianças ganharam sorvete de um amigo.

 

Engana-se quem acha que o pique acabou. Era o momento de mostrarem o ritmo nos pés. Em cima de um palco dançaram forró e animaram ainda mais o dia. Mas, um dos momentos mais especiais foi a gratidão e o carinho que tiveram com a Mara, responsável por fazer a comida nessas três semanas. “Muito obrigada pelo macarrão delicioso e tudo o que fez”, uma amiguinha agradeceu. Não havia quem não se emocionasse com as atitudes que vinham do coração e transbordavam no abraço.

Toda essa união e aprendizado contaram, também, com as participações de um time de orientadores, que, com dedicação e carinho fizeram desses dias momentos inesquecíveis. Marina Madeira, Aline Reis, Cláudia Helena de Souza, Névia Roberta, Bruna Domingos, Jéssica Marques, Josiane Borrasqui, Matheus Savazzi e o entusiasmo do colaborador Luciano Quaglio.

 

Em família

Chegava a hora que ninguém gosta: o final da aventura e o retorno. As férias estavam acabando e a chegada do momento da despedida trazia o gostinho da saudade. Dizer tchau para um período tão divertido não é fácil. Amizades, companheirismo e aprendizado construídos alimentavam o sentimento de gratidão, as divertidas férias, e a certeza de “queremos mais”.

 

E, ao final, os nossos aventureiros, preparando-se para o encerramento, organizaram-se para receber chocolates e, mais uma surpresa, presentear seus pais com uma rosca por eles confeccionada no dia anterior. Pois é, faltavam os pais, que chegaram para abrilhantar o encerramento e as despedidas. Alguns, que puderam chegar antes, participaram das atividades, alegrando, alegrando-se e fortalecendo vínculos. Todos juntos, o sentimento de felicidade era nítido.

 

As crianças já esperam por novas histórias e vamos juntos escrevê-las! Que as palavras e atitudes de companheirismo sempre nos inspirem!
Uma pergunta foi inevitável para muitos: nas férias de janeiro será assim? Com certeza, e agora podemos dizer: até janeiro, com as bênçãos dos céus.

fazendo rosca

Pequenos cozinheiros e estilistas

Sabores e cores marcaram presença nas atividades

Como o tempo passa rápido e o calendário de julho mostra que as férias no Corassol estão quase no fim. É o momento de aproveitar cada minuto para brincar. E hoje, 19 de julho, os nossos chefes de cozinha mais uma vez apareceram. Com uma mistura de alegria e entusiasmo o aprender ficou ainda mais divertido. Vamos ver de perto como foi essa aventura!

A animação por fazer algo novo tomou conta do lugar. Os olhos atentos estavam em cada movimento e detalhe. Todos seguiram as orientações para fazer uma receita deliciosa, a clássica rosca. Durante o processo, quando as perguntas apareciam, era possível ver a vontade de descobrir novas respostas, como, por exemplo, a diferença entre fermento químico e pó royal. Ou, ainda, como pode o perfume da essência de baunilha invadir os narizinhos e o ambiente, e não ter sabor? “Eu já experimentei em casa e não senti gosto de nada” como contou um amiguinho. O aprendizado está sendo levado para casa, para praticar a confecção das roscas com a família.

 

A arte da culinária proporciona testar e experimentar novos sabores, reunir e aproximar pessoas em convívio alegre e festivo, e, para as nossas crianças: despertar a curiosidade dos pais e familiares, que querem provar as gostosuras que fazem.

As crianças, contentes com a participação das orientadoras Cláudia Helena de Souza (responsável pelas oficinas de culinária), Josiane Borrasqui, Bruna Domingos, Jéssica Marques e do colaborador Luciano Quaglio, curtiram felicidade, maior ainda quando chegou a hora de experimentar o fruto do seu trabalho.

tem criança na cozinha

 

Arco-Íris nas roupas

Vermelho, azul, verde, laranja formaram uma festa de cores na confecção de coletes. A moda ficou ainda mais animada com as tintas usadas e compartilhadas para escrever as letras que formam a palavra Corassol e o desenho do coração. Cada vez mais próximos uns dos outros, eles entenderam que, juntos, o caminho se torna mais prazeroso e novas histórias podem ser vivenciadas com respeito.
E ao final, um único sentimento invadiu as crianças: a gratidão. Aquele muito obrigado pela diversão e pelo envolvimento de todos os orientadores.

 

>>Veja Galeria de Fotos<<

plantando

Dia de conhecimento e diversão

Quando o aprender se torna sinônimo de brincar tudo fica mais fácil

A manhã começou com muito sol e céu azul. Mais um dia de férias estava para começar no Corassol. Hoje, 18 de julho, as crianças teriam um dia cheio de novas possibilidades. Uma plantinha, quando é cuidada com carinho, cresce e se torna uma árvore grande, com belas folhas e troncos fortes. Com esse pensamento, os pequenos tiveram um dia de muito aprendizado.

O lugar para começar a primeira atividade foi a praça. E a missão era plantar! Com a ajuda das orientadoras Josiane Borrasqui, Bruna Domingos, Jéssica Marques e Patrícia Carvalho, todos aprenderam pesquisando o tipo de terra, a quantidade certa de sementes e que ambas transmitem energia uma para as outras. Em cada garrafa pet, que trouxeram de casa e enfeitaram com muita cor, surgiu pequena horta de alface, manjericão e camomila.

 

Cada criança escolheu o que cultivar e alguns optaram pela camomila para fazer chá e os pais ficarem mais calmos. Entre uma descoberta e outra, a dedicação em cada etapa foi essencial para o resultado e, na hora de voltar para o almoço delicioso que os aguardava, todas as plantações foram colocadas lado a lado em uma carriola e levadas até a sede. Novas amizades foram feitas nesse processo, quando duas amigas da comunidade foram convidadas para também criarem suas hortas. No final do dia, eles levaram para casa os potinhos com as sementes que irão germinar com muito cuidado.

 

 

Brincadeira de criança

Depois de aprender, era a hora da diversão! Para amenizar o calor, um jogo com bexigas cheias de água iria começar. Enquanto organizavam-se em três equipes, com as cores vermelha, azul e preta, a sala ficou em silêncio pela expectativa e cada amiguinho escolhido era uma vibração diferente. O objetivo era se divertir e quem saísse menos molhado ganhava. Mas, quando começou e o entusiasmo tomou conta ninguém ficou seco, até mesmo os orientadores. Com muitas risadas e companheirismo, o importante era brincar e ser feliz!

O dia terminou muito animado, com a certeza de que adquiriram novos aprendizados e ampliaram os laços de amizade. Na verdade, todos estão plantando dia a dia novas sementes para o futuro!

 

dobradura, origami

Amor em dobradura

Mensagens de felicidade foram entregues para a comunidade

Começar o dia com alegria e transmitir bons sentimentos. Esse foi o objetivo de hoje, 17 de julho no Corassol. Além de brincar, as férias se tornaram possibilidades de criar e compartilhar. A atividade escolhida precisou de esforço, dedicação, imaginação e afeto. Vamos ver como foi mais uma aventura dos nossos pequenos!

Com a ajuda dos orientadores Marina Madeira, Josiane Borrasqui, Jéssica Marques, Bruna Domingos e do colaborador Luciano Quaglio, as crianças formaram grupos e escolheram quatro tipos de dobraduras de coração para aprender. Os mais novos queriam fazer e descobrir todos os tipos de formatos. A curiosidade falou mais alto e, mesmo com as dificuldades, eles não desistiram e surgiram obras de arte feitas por mãozinhas cheias de zelo.
Mas, o mais especial desse coração de papel era o que havia dentro dele.

 

Mensagens de amor e felicidade foram escritas, e o destino eram as casas da comunidade. A vizinhança ficou movimentada e todos queriam participar e passar para frente as palavras escritas com tanto cuidado. Outros queriam entregar na própria casa e mostrar para a família o quanto eles eram especiais. O ambiente ficou repleto de carinho. E os próprios orientadores receberam os recados desses pequenos carteiros que levaram otimismo e entusiasmo por onde passaram!

 

A nossa aventura por hoje terminou, mas amanhã tem muito mais!

 

Gincana agita o dia no Corassol

As crianças também se tornaram atores e encantaram a plateia

Julho, mês de férias, e a nossa segunda-feira, dia 16, começou agitada! Depois de um fim de semana tranquilo, nada melhor que fazer um esporte, no qual, é uma expressão cultural do nosso Brasil, que envolve música, dança e artes marciais, a capoeira. Ao comando do professor Rafael Ligeirinho, todos se concentraram e deram o seu melhor. Haja fôlego!

capoeirista

Através de brincadeiras recreativas, como uma gincana, quatro equipes de guerreiros foram formadas. Sob os olhares dos orientadores, Matheus Savazzi, Bruna Domingos, Jéssica Marques, Cassiano Toledo e do colaborador Luciano Quaglio, as crianças escolheram as atividades e a primeira brincadeira foi batata quente e juntos trabalharam a agilidade. Depois de um descanso, o tempo foi desafiado em um circuito funcional. O material usado foi doado pela bicicletaria “Ciclo Peças” e a imaginação tomou conta, onde pneus tornaram-se obstáculos. O desafio era se divertir, todos assistiam e torciam pelos amigos. A dança das cadeiras também não poderia faltar e deixou o ambiente ainda mais energizado. Com muita risada e organização, o dia foi de muita interação.

 

Teatro e aprendizado!

A arte tem o poder de transformar e inventar novas possibilidades. E as crianças se tornaram atores, roteiristas e criaram personagens para contar uma história com o tema: higiene. A escova, o sabonete e até mesmo o desodorante ganharam vida. Com direito a pré-estreia e estreia, a plateia prestou atenção em cada detalhe e palavra. Os aplausos no final foi o resultado da dedicação e talento dos pequenos!
Hoje foi só o primeiro dia de mais uma semana de férias aqui no Corassol!

 

salada de fruta

Dia de esporte no Corassol

Com respeito e união aprendemos todos juntos

Precisamos de muita disposição para começar mais um dia de férias e hoje, dia 13 de julho, iniciamos com mais uma atividade na cozinha. E com a orientadora Cláudia Helena de Souza, nós pegamos um pouco de entusiasmo, alegria, banana, abacaxi, maçã, sendo que algumas frutas, as crianças trouxeram de casa e misturamos tudo. O resultado foi uma deliciosa salada de frutas, na qual, todos saboreavam e tiveram ainda mais energia para novas aventuras que estavam por vir.

 

E o esporte foi a palavra do dia no Corassol. Todos brincaram na praça de um jogo um pouquinho diferente, o futmesa. Com ajuda de uma mesa emprestada, a diversão começou. O zelo uns com os outros e com os orientadores se fez presente no cabo de guerra. Também foi feita uma nova bola com retalhos para brincar de queimada. E o clássico futebol também não poderia faltar.

 

O respeito e o carinho que todos sentem quando estão juntos é algo especial no Corassol. São os momentos onde todos os orientadores participam das brincadeiras com as crianças. Ou quando novos coleguinhas chegam e querem compartilhar e criar novos laços. E até mesmo quando um “amigo miquinho” da natureza aparece também para encantar. São essas histórias que são escritas todos os dias e vão direto para a memória e aparecem no sorriso. Finalizamos mais uma semana de férias com a certeza de que novas oportunidades de aprender vão surgir. Nesses momentos não importa a idade, todos querem se divertir.

 

Criatividade na arte e união no jogo

Criar uma bola com retalhos de pano foi uma das atividades divertidas do dia

E as férias continuam no Corassol e parece que o friozinho veio para ficar. Mas isso não tirou a energia das crianças. E quer coisa melhor que começar o dia com um chocolate quente? No dia 12 de julho, novas memórias foram criadas por aqui. Vamos acompanhar as novas aventuras desses pequenos inventores.

E logo pela manhã uma história continuou sendo contada junto com as orientadoras Josiane Borrasqui, Marina Madeira e Cláudia Helena de Souza. Desde ontem, as crianças começaram a fazer um mobile da família, inspirados no filme “Viva: A vida é uma festa”. E era preciso concluir esse capítulo. Com muito zelo, os pequenos terminaram as obras de arte em suas próprias concepções de família. O papai, mamãe, vovó, vovô, primos e até mesmo os cachorros e gatinhos foram representados através de corações e estrelas, e após a atividade colocados em um varal para que todos admirassem.

 

Esporte na praça

Depois de um pequeno descanso, estava na hora de formarem times para brincar com um dos jogos mais antigos e divertidos, a queimada. As crianças se dividiram em dois grupos, mas antes teriam uma tarefa para fazer. Elas precisavam confeccionar a bola e se enganam se acham que foi difícil. Com muita união e criatividade, usaram retalhos e “voilà”, estava pronta! A praça foi o lugar escolhido para se divertirem e foi uma tarde especial. Nossas férias só estão começando aqui no Corassol!

Mobile e cozinha

Outro dia de férias aqui no Corassol! E o dia de hoje começou com a continuação de uma atividade que foi realizada ontem. Após ver o filme “Viva: a vida é uma festa” e escutar uma música que falava sobre o amor, eles fizeram um mobile da família. E os três grupos usaram suas formas, cores e criaram aquilo que entendiam o que era a construção de uma família, desde mamãe, papai e até mesmo vovós e vovôs. E de tarde uma atividade deliciosa, e as crianças se tornaram “chefes” na atividade “Tem criança na cozinha” e fizeram sequilhos. Todos preocupados com a higiene, fizeram a massa, assaram e claro, degustaram! E com certeza vão levar a receita para casa. Alguém está servido? E amanhã tem mais atividades aqui!


 


 

Receita do Sequilho

Amido = 500 g

Margarina = 200 g (com 80% de lipídeos)

Açúcar = 200 g

Ovos = 02 un.

Preparo

Junte a margarina, os ovos e o açúcar. Misture bem (com as mãos), na sequência acrescente o amido.
Amasse bem até a massa fica bem lisa.

• Se estiver muito seca acrescente mais um ovo.

• A seguir modele os sequilhos fazendo cordões e cortando como “nhoc”

• Leve para assar em forno pré-aquecido, moderado 150° por 15 min, mais ou menos, ou até começarem a ficar dourados por baixo. Pode colocar o dedo em cima de um dos sequilhos e verificar se estão sequinhos.

• Ficam dourados por baixo e branquinhos por cima.

• A quantidade lipídeos vem marcada do lado de fora do pote da margarina.

 

 

corassolzinho

Dia de Corassolzinho e cinema

Imaginação no papel e nas telas da televisão

O dia começou nublado, com chuva e aquele friozinho. Mas as crianças trouxeram um pouco do sol para o início de mais uma semana de férias. E no dia 10 de julho, mais histórias e memórias foram criadas. Vamos aprender e nos divertir juntos mais uma vez?

Logo de manhã uma visita especial apareceu nas salas: o “Corassolzinho”, mascote do Corassol e o Coraleto. E eles ganharam cor através da criatividade desses pequenos artistas. E mesmo que alguns tiveram dificuldades na tarefa, ao fim da atividade, ninguém queria parar de desenhar, todos atentos a cada detalhe. Logo a sala ficou repleta de “Corassolzinhos” e “Coraletos”. Mas o dia das crianças e das orientadoras Cláudia Helena de Souza, Josiane Borrasqui e Patrícia Alvez de Carvalho não terminou por aí.

 

A magia do cinema

Existe coisa melhor que ver um filme em um dia frio? Todos sentados para ver uma história para lá de especial: “Viva: a vida é uma festa”. Os olhos atentos na TV e de repente o mundo parou. As crianças entraram na televisão e fizeram amizade com os personagens. Todos riram, se emocionaram e pensaram em um tema que precisa de atenção. A importância da família em nossas vidas e o respeito aos mais velhos. Mais um dia que se passou por aqui e estamos animados para novas aventuras.

 

arte aprender

A arte de aprender juntos

Quando a criatividade e a imaginação se torna brincadeira de criança

Acordar cedo e encontrar os amigos para brincar. Isso se chama férias! Mas tem um lugar especial que o aprendizado e a diversão formam uma dupla poderosa. Nos dias 3 e 4 de julho, o ponto de encontro para atividades com uma energia lá em cima foi o Corassol! E a primeira semana de férias começou cheia de cores e inventividade.

O sol entrava pelas janelas das salas espaçosas. As 60 crianças e os orientadores, Névia Roberta, Matheus Savazzi, Aline Ximenes e Josiane Borrasqui iriam ter uma tarefa divertida pela frente e a oportunidade de se tornarem inventores, como aquela pessoa que criou o foguete e levou o primeiro homem à lua ou a descoberta da eletricidade que nos fornece a luz. E naquele momento a invenção seria fazer arte com origamis. Criar figuras, descobrir o que é possível fazer com um pedaço de papel. Dobrar uma ponta, dar forma, aprender. Essa foi a maior lição. Ao ver a dificuldade do colega ao lado, todos dividiam o que sabiam, o que descobriram, como uma família que se ajuda, ri, erra e acertam juntos. Pontes de conhecimento, coletividade e empatia se criaram em uma única atividade.

arte ensinar

E de repente, surgiram coelhos, borboletas, barcos, sapos, cachorros e até mesmo chuteiras. E no final a imaginação tomou conta. E o coelho ganhou vida, o cachorro correu pela sala nas mãos do menino e a borboleta pousou na planta no canto da sala. “Olha tia, onde ela foi parar! ”. Muito mais que aprender, é estar juntos, se conectar uns aos outros e criar memórias.

Gratidão em cores

E quem não gosta de desenhar? As crianças adoram! Pegar o lápis de cor e colocar no papel de uma forma singela, um dos sentimentos mais bonitos. Transmitir uma mensagem de agradecimento para doadores e colaboradores foi outra atividade realizada. Com muita cor, cada letra parecia ter vida nos cartões. Obrigado pelo alimento, pela doação, pela preocupação e pelo amor depositado em tudo o que fazem. E ao ler, percebe-se que aquelas palavras na verdade vieram direto do coração. Os orientadores ficaram orgulhosos e felizes em ver tanta coisa bonita e criativa. Uma semana de muito aprendizado!