Financie Sonhos
pequenos quadrinistas

Pequenos Quadrinistas

Originalidade e inventividade ajudam na hora de aprender

Adquirir conhecimento de uma forma criativa é sempre mais divertido.
Somos responsáveis pelo coletivo em que vivemos e como nos relacionamos, conscientes de que nossas ações contribuem para uma sociedade pautada no respeito.

Nos dias 21 a 24 de agosto, as crianças descobriram um pouco mais sobre a sinalização de trânsito.
Em roda de conversa, discutiram sobre a importância de obedecer às regras, para segurança de todos, e a orientadora ficou surpresa ao perceber o quanto eles conhecem sobre o assunto.

Com todas as informações, foi o momento de colocarem no papel a reflexão. Fizeram um semáforo, coloriram com as cores adequadas, visualizaram as saídas, e não deixaram de estudar as placas e pintar o símbolo correspondente do “pare”.

 

E após, confeccionaram uma carteirinha e escreveram, com muito orgulho: “eu sou um pedestre consciente”.

Mas o aprendizado sempre continua no Corassol! Na semana seguinte, nos dias 28 a 31, os pequenos iriam tentar algo novo. A inspiração seria uma história com um super-herói que ensina para as crianças como se comportar no trânsito: “Clubinho Honda, trânsito amigo, em duas ruas e quatro aventuras.” E a cada capítulo lido, novas descobertas e informações eram reforçadas, desde um sinal verde para o pedestre atravessar a rua e sinal vermelho para parar. Mas, vamos ao desafio da vez: produzir o próprio gibi sobre o tema abordado. A criação foi realizada a partir de referências próprias. Alguns pensaram nas cores da “Turma da Mônica” e outros pensaram nas retas do jogo Minecraft.

 

A participação e empolgação eram nítidas

Uma amiguinha levou o seu cachorrinho de pelúcia para ajudá-la na conclusão de sua obra, “você quer me ajudar?”, ela perguntava para ele.

E são detalhes assim, que fazem a diferença, levando-nos a perceber quão rica é a imaginação de uma criança.

E surgiram excelentes histórias em quadrinhos, fixando o conhecimento, com a certeza de que o aperfeiçoamento pode ser adquirido a cada nova experiência.

 

Após a conclusão do trabalho era hora da “sessão cinema”, e assistiram ao filme que dava vida aos personagens da história que escutaram, sobre o super-herói.

 

Inspiração dos clássicos

Ainda no embalo da construção dos gibis, nos dias 3 a 5 de setembro, os pequenos se aprofundaram na construção das histórias e, mais uma vez, se basearam na “Turma da Mônica”, para descobrir os tipos de balões de diálogos, como: o “balão do sussurro”, da “fala gritada”, do “medo”, e assim escreveram frases curtas, dando ainda mais, vida aos seus próprios quadrinhos. Durante o processo, foi possível exercitar a leitura e a escrita.

 

Mas, calma, que ainda não acabou e tudo ficou ainda mais divertido. Ao final de cada dia, eles assistiam a vídeos curtos da querida “Turma da Mônica”, que exemplificaram o que havia sido pesquisado e observado. E todos voltaram para casa, felizes, atentos e mais conscientes sobre o seu papel na sociedade. A atividade foi acompanhada pela orientadora Aline Reis.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Compartilhar

Facebook
Google+
Google+
http://corassol.org.br/corassol/coama/pequenos-quadrinistas">
YouTube
Instagram
SOCIALICON

Notícias Relacionadas