Financie Sonhos

O Jardim do Corassol – Acolhimento Parte 2

Comunicação e diversão não faltaram na nova etapa

Na manhã do dia 16 de agosto, no segundo dia de acolhimento dos novos amiguinhos, o Corassol ficou florido com uma dinâmica divertida, que conduziu as crianças à percepção de que o coletivo, mesmo sendo constituído pela diversidade, tem sua identidade. O valor da responsabilidade lhes foi apresentado no elogio por terem cuidado bem dos seus crachás e estarem com ele, como foi recomendado. Com este assunto, lembraram-se da construção dos combinados e incluíram novas palavras.

 

Os olhares atentos e curiosos não deixaram passar despercebida a existência, no ambiente, de materiais diferentes. E foi o início da atividade principal proposta para aquele momento: a dinâmica do “Jardim Corassol”. Elas escolherem uma cor de papel dobradura e, de recorte em recorte, surgiram belas flores. E no centro de cada florzinha um nome foi escrito. Perceberam, então, que todos faziam parte de um único jardim, cada um com suas características, onde as atitudes como: respeitar, cuidar, arrumar, manter limpo e organizado, são essenciais à boa convivência.

 

No dia seguinte, 17 de agosto, as crianças e adolescentes se envolveram com atividades diversificadas, para demonstrar suas habilidades – afetivas, motoras, cognitivas e socioemocionais. Considerando que a qualidade de sua integração na vida social está diretamente ligada à qualidade da linguagem, essa etapa foi dedicada à verificação da condição de leitura e escrita dos participantes do acolhimento, para depois encaminhar as observações, em parceria com as escolas que frequentam. O que significa a palavra pedagogo? Vocês conhecem algum pedagogo? O que faz um pedagogo? Eles foram questionados e ficaram curiosos. A surpresa veio acompanhada de risos, que marcou a descoberta de que, sem saber, convivem diariamente com esses profissionais, os professores. E entre conhecimento e memórias, uma amiguinha lembrou que o irmão “vai ao psicopedagogo“.

 

O tempo passa rápido e no dia 20 de agosto as crianças realizaram uma atividade diferente, para conhecer os novos amiguinhos. Receberam o desafio de responder a mais uma pergunta: Conheço as pessoas com as quais convivo? E elas, me conhecem? E agora, como fazer isso? Em duplas, puderam escutar a história do amigo e depois apresentar para o grupo, como se fosse a outra pessoa. Ao se colocar no lugar do outro, o sentimento de empatia se fez ainda mais presente e isso foi externado através de desenhos, com o tema: “Como os demais me enxergam”. E as obras foram expostas, para serem apreciadas por todos.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas