Financie Sonhos

Criatividade e reflexão – Acolhimento Parte 3

Quando a arte se torna complemento do que aprendemos

O acolhimento de novos amiguinhos continuou. O dia 21 de agosto foi uma oportunidade de ter a experiência do valor de um gesto de carinho. Na “Roda do Abraço”, puderam praticar aspectos como: lidar com limites, cuidados com o outro e consigo mesmo. Em seguida, refletiram para responder à pergunta: “Tudo que penso eu falo?”. Respostas como: “não, porque vamos magoar, ou porque não se deve”, levaram à conclusão de que precisamos filtrar o que pensamos, antes de dizer.

A partir disso desenharam uma cabeça e em papéis escreveram o que pensam e em seguida desenharam uma boca e nela colocaram o que falam. Ao final entenderam que, mesmo na dificuldade de trabalhar em grupo, é sempre possível aprender com o outro.

 
No dia seguinte, 22 de agosto, iniciaram as atividades do dia em roda de conversa, com objetivo de reforçar a importância do respeito e do cuidado com o outro. Assim, falaram sobre uma das práticas que prejudica o convívio e a vida das pessoas, o bullying.

Cooperação era o assunto da próxima experiência: bexigas cheias representavam cada um deles e, ao impulsioná-las para o alto, nenhuma poderia chegar ao chão. Finalizada a atividade, perceberam que, em um grupo, todos são importantes.

 
Faltava identificar e expressar os sentimentos experimentados durante a atividade, o que artisticamente fizeram com papel, tinta e dedos. Foi mais um dia colorido, com gosto de quero mais.

 
E no dia 23 de agosto, os assuntos foram mais do que especiais. A conversa animada foi sobre seus vínculos familiares, no Corassol. Alguns optaram por escrever os nomes e respectiva relação de parentesco. Momento oportuno para falar sobre o assunto: “valor do elogio”, pois, quem não gosta de receber palavras de carinho? Os pequenos tiveram a oportunidade de escrever elogios para os amigos e lerem juntos para o grupo. Uma atitude de reconhecimento e afetividade. E para finalizar o dia formaram duas equipes, confeccionaram bolas de papel e praticaram foco, agilidade e cumprimento de regras.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas